A força do compartilhamento

Se tivéssemos de representar simbolicamente qual o objeto que pudesse representar essa constante troca de dar e receber no contexto do trabalho, seria uma balança.

Nas diversas fases da nossa carreira, há momentos que essa balança penderá mais para algum dos lados e nós teremos sentimentos que há momentos de muito aprendizado e também de doação.

O que está como pano de fundo dessas fases, está relacionado a nossa motivação, e esse é um tema muito interessante de se abordar. Quando estamos motivados, oferecemos o que há de melhor em nós e também estamos mais abertos ao aprendizado. Isso torna-se um círculo virtuoso com grandes vantagens para o individuo e para a empresa no qual trabalha.

As relações de trabalho tem se aperfeiçoado ao longo dos anos (ainda bem) e trouxe consigo muitos desafios para os atuais gestores de equipes. Quais os elementos do trabalho que podem trazer motivação? Ao longo dos anos, tenho tido acesso a algumas pesquisas e também a estudos onde trazem algumas conclusões relacionados a isso.

Na pesquisa realizada por Frederic Herzberg (One More Time. How do you motivate employees?) publicado pela HBR, os quatro principais elementos motivadores no trabalho são: Conquista (sentimento de), reconhecimento, trabalho em si e responsabilidade. O salário ficou em sétima posição. Se observarmos outras pesquisas relacionadas a esse tema, não fugirá muito disso. O autor Daniel Pink no seu livro “Drive”, também aborda o assunto com as mesmas considerações.

O velho paradigma das estruturas hierárquica, onde gestor manda e a equipe obedece, para o gestor como parte da equipe no papel de facilitador, onde as pessoas o seguirão não somente pelo cargo que ocupa mas principalmente pela influencia que exerce no direcionamento dessa

equipe, tem se tornado necessário para fazer face as novas necessidades de um novo cenário de relacionamento em ambientes empresarias.

O gestor tem um importante papel na identificação do talento que cada um possa ter e incentivar e dar oportunidade para que essas pessoas possam demonstrar isso no seu dia a dia de trabalho. Com isso espera-se que os principais elementos motivadores citados acima, sejam vivenciados na prática.

Compartilhe!

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos cases

Últimos posts

Rolar para cima